Faixa publicitária
O pêndulo

 

(Mensagem 25)

Sei bem que este texto não move nem comove: os que já são a favor, continuarão; os que pensam de outra forma, mais se agarrarão às suas ideias. Não obstante… escrevo. Escrevo, ainda que seja na água…

Nos meados do século XIX, Foucault demonstrou o que já se sabia: que a terra não passa a vida a dormir, mas que está em pleno movimento. Movimento de rotação, à volta do seu eixo, que não é um “eterno retorno”, uma repetição indefinida da mesma trajetória, pois sofre oscilações. Mas oscilações «previsíveis».

Movimento é, de facto, a lei da vida. E nem sequer é igual ao trajeto do pêndulo do relógio. Pode ter alguma semelhança, mas as situações são sempre tão distintas que não se resumem a um mero vaivém ritmado. De qualquer maneira, uma ação gera sempre uma reação.

Mais
 
Vigararia da Maia: Jornadas Missionárias

Com um auditório quase completo, cerca de três centenas de pessoas ouviram a mensagem que o padre Adelino Ascenso – Superior dos Missionários da Boa Nova -, apresentou sobre a “Missão Ad Gentes”. Aconteceu no passado dia treze de março, no Auditório do Instituto Superior da Maia, organizado pela Vigararia da Maia. A exemplo do que tinha acontecido anteriormente com o bispo D. António Couto, as cristãs e os cristãos da Maia não se fizeram rogados – a noite estava fria -, e compareceram para mais esta jornada de reflexão sobre a missão.

Mais
 
Missão País: um projeto transformador para viver o serviço aos outros

O projeto católico “Missão País” decidiu agradecer o dom de Deus. Em março sucederam-se celebrações em Coimbra, Lisboa e Porto. Na Catedral do Porto, na Eucaristia presidida por D. Manuel Linda, o bispo do Porto pediu aos jovens universitários para evangelizarem as universidades, prestarem apoio aos estudantes Erasmus e a estarem atentos ao discernimento vocacional com vista a um empenho missionário e sacerdotal

A Catedral do Porto acolheu neste domingo dia 17 de março uma Missa de Ação de Graças organizada pelos jovens universitários que participam no projeto “Missão País”. Uma iniciativa que nos últimos dias decorreu também nas dioceses de Coimbra e Lisboa. O lema foi: “Chegou o momento de juntos agradecermos o dom de Deus”.

Mais
 
18º DIA DIOCESANO DA FAMÍLIA

 

16 de Junho de 2019, na Festividade da Santíssima Trindade, realizar-se-á o DIA DIOCESANO DA FAMÍLIA.  Serão homenageados os os casais  que, ao longo deste ano, perfazem 10, 25, 50 e 60 anos de vida matrimonial.

 

+ informações: www.pastoralfamiliarporto.pt

 

 
Nota pastoral - Orientações para a pastoral familiar na Diocese do Porto

Logo nos inícios do capítulo VIII da sua célebre exortação apostólica pós-sinodal “Amoris laetitia”, sobre o amor na família, o Papa Francisco escreve: “Aos pastores compete não só a promoção do matrimónio cristão, mas também o discernimento pastoral das situações de muitas pessoas que deixaram de viver esta realidade, para entrar em diálogo pastoral com elas a fim de evidenciar os elementos da sua vida que possam levar a uma maior abertura ao Evangelho do matrimónio na sua plenitude” (nº 293).

Em Portugal e no mundo, grande parte dos bispos diocesanos assumiram já esta tarefa pastoral. Agora, é chegada a altura de eu mesmo proceder a este dever de consciência eclesial. Faço-o depois de um longo percurso iniciado «nas bases»: o texto que se segue começou por ser produzido pelo Secretariado Diocesano da Pastoral Familiar, a quem se agradece, bem como o trabalho da sua reformulação gradual. Depois, passou por todos os órgãos de aconselhamento (Conselhos Episcopal, Presbiteral, Pastoral e de Vigários). É, portanto, fruto amadurecido do contributo de todos eles.

Mais
 
Mensagem Quaresma 2019

Mensagem Quaresmal de D. Manuel Linda, Bispo do Porto

 
40 dias para chegar a bom porto: Cristo, porto da misericórdia e da paz!

A pouco mais de um mês do início da Quaresma, apresentamos, em linhas gerais, a proposta diocesana do nosso caminho para a Páscoa 2019.

Em coerência com o Plano Diocesano de Pastoral 2018/2019, também agora o profeta Jonas nos servirá de inspiração, como figura paradigmática da nossa necessária conversão espiritual, pastoral e missionária. Jonas é um convite a descobrir, na travessia da itinerância, o movimento do coração que, paradoxalmente, precisa de sair para poder permanecer, precisa de mudar para se poder manter fiel.

 

O itinerário quaresmal, com os seus quarenta dias, encontra na figura, na mensagem, no percurso e na própria conversão de Jonas, um evidente e especial significado de urgência de salvação, de necessidade imperiosa de arrepiar caminho, pessoal e pastoral, no sentido missionário de fazer chegar a todos a alegria do Evangelho, com a oferta e na esperança da misericórdia divina.

Anexos:
Fazer download deste arquivo (40 dias para chegar a bom porto_v_7_fevereiro.doc)Quaresma 2019
 word - V2
Fazer download deste arquivo (40 dias para chegar a bom porto_v_7_fevereiro.pdf)Quaresma 2019
 PDF - V2
Fazer download deste arquivo (Anexo_tabelas_semanas_quaresma.zip)Tabelas - semanas/quaresma
  
Fazer download deste arquivo (brochura_quaresma18_v2-word.docx.zip)Brochura Quaresma
 Word
Fazer download deste arquivo (imagens_Quaresma.zip)imagens_Quaresma.zip
  
Fazer download deste arquivo (recursos_graficos_v2.zip)Quaresma 2019
 Recursos gráficos
Mais
 
Nota Pastoral - Para uma vivência consciente do mistério pascal

Os momentos mais solenes da vida supõem preparação. Assim acontece com a Igreja e o seu ritmo celebrativo anual. Ora, o ponto mais alto do ano litúrgico, como sabemos, é a Páscoa. Pois bem, para a sua celebração condigna, a Igreja propõe-nos este tempo de «arrumar a casa interior» que é a quaresma. Seguiremos o espírito do nosso plano pastoral e colocaremos os olhos da alma na exemplaridade do profeta Jonas.

Mas, em concreto, como proceder? Também aqui se verifica a frase de Jesus que compara o reino de Deus a “um pai de família que tira do seu tesouro coisas novas e coisas velhas” (Mt 13, 52). E hoje, o alicerce do reino de Deus é a Igreja que não cessa de nos recordar o que vem de sempre e, porventura, fazer novas propostas conformes com as necessidades do momento.

Entre as tradicionais, para a vivência da quaresma, estão a via da interioridade (o relativo silêncio, a oração, a escuta da Palavra de Deus), a via da conversão (a abstinência e o jejum como meios de autodomínio que conduzem ao sacramento da Penitência e este ao da Eucaristia) e a via da fraternidade (contributo penitencial, ou participação ordinária na sustentação da Igreja, e renúncia quaresmal, resultado de um estilo de vida mais sóbrio, traduzido em poupança que se coloca ao serviço dos mais pobres). Estes dois ofertórios costumam juntar-se num único.

Mais
 

Consultar Arquivo

Mais Notícias


Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Quer receber as nossas novidades no seu e-mail? Subscreva a nossa Newsletter especificando o seu endereço de e-mail:

Entrada Solene de D. Manuel Linda na Diocese do Porto

Agência Ecclesia

Recursos gráficos
2019-02-19 11:37:35
Word
2019-02-19 11:30:14
2019-02-07 18:10:08
Faixa publicitária
Faixa publicitária


© Diocese do Porto, Todos os Direitos Reservados.