Faixa publicitária
Homilia na Peregrinação das Vigararias de Vila Nova de Gaia ao Monte da Virgem

1.Na base deste monumento aqui erguido está uma pedra que guarda um pergaminho que diz assim: “No dia 25 de junho, do ano de 1905 do nascimento de Nosso Senhor Jesus Cristo, segundo ano do pontificado do Santo Padre Pio X, e quinquagésimo primeiro da definição do dogma da Imaculada Conceição da Bem-aventurada Virgem Maria, reinando D. Carlos I, Rei de Portugal, Eu, D. António José de Sousa Barroso, Bispo do Porto, coloquei esta pedra do monumento e santuário da Bem-aventurada e Imaculada Virgem Maria, erigida neste Monte Grande, hoje chamado Monte da Virgem, que vão ser edificados com esmolas dos fiéis, em memória da definição dogmática. Em testemunho deste facto assinei pela minha mão o presente documento, no ano e dia acima referidos”.

Cento e doze anos depois, no mesmo dia e mês, aqui estamos para evocar este gesto do Bispo do Porto, D. António Barroso, precisamente uma semana depois do Papa Francisco ter declarado as «virtudes heróicas» deste Bispo e o apresentar como Servo de Deus e Venerável, apressando assim o caminho da sua beatificação e canonização.

Mais
 
Homilia no Dia do Apostolado da Oração

1.Ao apresentar à Diocese o lema do Plano diocesano de Pastoral para estes cinco anos: «A Alegria do Evangelho é nossa missão» estava consciente de que este lema não é apenas uma bela expressão inspirada na Exortação Apostólica Evangelii Gaudium do Papa Francisco, mas é, sobretudo, um imperativo indeclinável de cada cristão e um caminho obrigatório de uma Igreja que tem no horizonte a realização de um Sínodo.

Anunciar com fidelidade a Palavra e o Amor de Deus foi, desde sempre, uma missão exigente. Assim o compreende o Povo de Israel, como ouvimos na primeira leitura do Livro do Deuteronómio. Israel, depois de um período de dúvida e de desalento provocados pelo dureza do caminho, renasce para a fidelidade diante de Deus, para a comunhão como Povo unido em torno dos mandamentos do Senhor e para a esperança em Deus, verdadeiro, leal e fiel e coloca a sua causa nas mãos d’Aquele que o chama a guardar as leis e preceitos do Seu amor (cf. deut 7, 6-11)..

Mais
 
Peregrinação Diocesana a Fátima - 9 de setembro

 

 

A diocese do Porto vai realizar no próximo dia 9 de Setembro uma Peregrinação a Fátima no contexto deste ano centenário das Aparições de Nossa Senhora. Anunciada em Julho, na apresentação do Plano Pastoral da diocese, a peregrinação significa um grande gesto de gratidão pela visita da Imagem peregrina à diocese e pretende colocar no coração de Maria «os sonhos e projetos da Igreja do Porto».

Na recente Carta Pastoral, D. António Francisco dos Santos, Bispo do Porto, convoca a diocese inteira a participar na peregrinação e apela a que todas as comunidades cristãs estejam presentes. «Vamos como Igreja inteira peregrinar a Fátima para caminharmos com Maria nas fontes da alegria», escreveu o nosso bispo.

Em nome da Comissão Coordenadora, venho dar-lhe conhecimento de alguns aspetos organizativos:

Mais
 
Igreja Católica promove peditório nacional a 2 de julho

Conferência Episcopal Portuguesa sublinha importância da solidariedade e de apostar na prevenção de futuras tragédias

A Conferência Episcopal Portuguesa (CEP) anunciou que as dioceses católicas vão promover um peditório nacional, a 2 de julho, para ajudar as vítimas dos incêndios que atingiram o país nos últimos dias.

“Pedimos a todas as comunidades cristãs, e a quem deseje associar-se, que além de outras iniciativas solidárias dediquem a oração, o sufrágio e o ofertório do primeiro domingo de julho a esta finalidade”, refere uma nota divulgada ao início da tarde pelo porta-voz do episcopado, padre Manuel Barbosa.

O montante recolhido vai ser enviado para a Cáritas Portuguesa, “a fim de ser encaminhado, com brevidade, para aqueles que necessitam”.

Mais
 
Feliz e abençoada notícia

Anuncio a toda a Diocese que o Papa Francisco aprovou hoje, dia 17 de junho, o decreto que declara as “Virtudes heróicas” de D. António José de Sousa Barroso, Bispo do Porto. Demos graças a Deus!

A Igreja reconhece deste modo oficialmente as Virtudes e o exemplo de vida de ministério e de missão de D. António Barroso.

D. António Barroso nasceu em Remelhe, Barcelos, a 5 de novembro de 1854. Estudou no Seminário das Missões Ultramarinas, em Cernache do Bonjardim e foi ordenado sacerdote em 20 de setembro de 1879.

Partiu no ano seguinte para Angola onde foi missionário desde 1880 a 1891. Nomeado neste ano Bispo-Prelado de Moçambique, aí permaneceu até 1897. Nesse ano, obedecendo a novo mandato da Igreja, parte para o Oriente, como Bispo de Meliapor. A 21 de fevereiro de 1899 foi nomeado Bispo do Porto, tendo entrado na nossa Diocese em agosto desse mesmo ano.

Mais
 
D. António Barroso, bispo do Porto, mais perto da beatificação

Missionário viveu entre finais do século XIX e início do século XX

O Papa Francisco aprovou hoje a publicação do decreto que reconhece as “virtudes heroicas” de D. António José de Sousa Barroso (1854-1918), missionário e bispo do Porto de 1899 a 1918.

O documento foi publicado na sequência de uma audiência entre o Papa Francisco e o prefeito da Congregação para as Causas dos Santos, cardeal Angelo Amato, esta sexta-feira.

Esta é uma fase central do processo que leva à proclamação de um fiel católico como beato, penúltima etapa para a declaração da santidade.

Mais
 
Propostas de Formação Teológico-Pastoral do Centro de Cultura Católica do Porto para 2017/2018

O Centro de Cultura Católica do Porto (CCC), a funcionar na Casa da Torre da Marca, dá a conhecer o seu programa de cursos e atividades formativas para

o ano letivo de 2017/2018, subordinando as várias propostas ao lemaMovidos pelo amor de Deus, aquele que o Plano pastoral 2015-2020 da diocese do Porto prevê para este ano.

Mantendo as suas propostas formativas estruturantes já habituais no âmbito teológico-pastoral e da formação para os vários ministérios, o CCC apresenta por agora duas novidades: 1. O currículo do Curso Básico de Teologia integra este ano uma nova disciplina ­ Maria: Teologia, cultura e espiritualidade ? que, como todas as outras, pode ser frequentada isoladamente. Repercute ainda a temática do ano pastoral anterior, numa abordagem sistemática que então não foi possível. 2. Em conjunto com a Formação para o Diaconado Permanente e aberto à participação de quantos o desejarem, foi programado o ciclo Movidos pelo amor de Deus: Testemunhas essenciais.

Mais
   

Consultar Arquivo

Mais Notícias


Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Quer receber as nossas novidades no seu e-mail? Subscreva a nossa Newsletter especificando o seu endereço de e-mail:

D. António Francisco dos Santos fala sobre o padre Joaquim Cunha, sacerdote mais idoso de Portugal

Missa
2017-06-14 15:57:08
Terço
2017-06-14 15:56:37
Programa e Ficha de inscrição.
2017-06-02 09:34:51
Ficha de inscrição.
2017-06-02 09:34:11
Faixa publicitária
Faixa publicitária


© Diocese do Porto, Todos os Direitos Reservados.