Faixa publicitária
Uma bênção de Deus e um serviço à Igreja

Publicamos junto o Decreto sobre as Virtudes do Servo de Deus D. António José de Sousa Barroso, Bispo do Porto e Missionário, seguido de um texto de Monsenhor Arnaldo Pinto Cardoso, Postulador da Causa de Canonização.

A Declaração das Virtudes Heróicas de D. António Barroso constitui um passo determinante no caminho rumo à sua beatificação e canonização.

O texto do Decreto da Congregação para as Causas dos Santos oferece-nos, em breve síntese, um belíssimo testemunho de santidade de D. António Barroso, que mereceu o reconhecimento da Igreja e a aprovação dada pelo Papa Francisco à declaração pública das suas virtudes heróicas.

Esta é a hora de agradecermos a Deus a bênção que nos concedeu com a vida e pelo ministério episcopal de D. António Barroso, concretamente no serviço da Igreja do Porto, depois de um longo percurso pastoral que o levou a Angola, a Moçambique e a Meliapor, na Índia.

Esta é a hora de continuarmos a trabalhar e a rezar pela canonização de D. António Barroso, proclamando com as mesmas palavras do Salmo 34 que iniciam o texto do Decreto das suas Virtudes Heróicas: “Em todo o tempo bendirei o Senhor; o seu louvor estará sempre nos meus lábios. A minha alma gloria-se no Senhor. Que os humildes saibam e se alegrem”.

Porto, 25 de julho, festa de S. Tiago, apóstolo, 2017

+ António, Bispo do Porto

Anexos:
Fazer download deste arquivo (DECRETO_Declaracao_das_Virtudes_Heroicas_de_D_Antonio_Barroso.pdf)DECRETO
 Decreto Sobre as Virtudes do Servo de Deus ANTÓNIO JOSÉ DE SOUSA BARROSO Bispo do Porto e Missionário
 
135º aniversário de nascimento da Venerável Sílvia Cardoso

Em dia de S. Joaquim e Santa Ana, Paços de Ferreira celebra o 135º aniversário de nascimento da Venerável Sílvia Cardoso. Foi a 26 de Julho de 1882, na Freguesia e Concelho de Paços de Ferreira, que nasceu Sílvia Cardoso Ferreira da Silva. Filha de Manuel Umbelino Ferreira da Silva e Joaquina Emília da Conceção Cardoso. Mons. Moreira das Neves, autor da sua primeira biografia, apresenta a sua vida como “um exemplo admirável do tamanho e da beleza de um poema feito ao ritmo do sermão da montanha”. Mulher de três Paixões: Deus, as almas e as flores. Ou três loucuras: a Cruz, a pobreza e a beleza.

A Diocese do Porto irá viver o próximo Ano Pastoral sob o lema “ Movidos pelo amor de Deus”. Sem dúvida alguma, D. Sílvia deixou-se mover pelo Amor de Deus, entregando-se totalmente à “obra de Jesus, que é a obra do Amor, Deus em obra”.

Para assinalar este aniversário, haverá, hoje, 26 de julho, uma celebração eucarística, na Igreja matriz de Paços de Ferreira, onde se encontra a capela tumular da Venerável Sílvia Cardoso, às 21 horas, presidida pelo Ex mo Senhor D. António Taipa, Bispo Auxiliar do Porto.

Mais
 
Peregrinação da Família Comboniana ao Santuário de Nossa Senhora de Fátima

1.Passados dois meses da presença do Papa Francisco aqui em Fátima, no centenário das Aparições de Nossa Senhora aos pastorinhos Lúcia, Jacinta e Francisco, também nós aqui vimos com os mesmos sentimentos. Somos como o Papa Francisco quis ser: peregrinos na esperança e na paz.

Guia-nos nesta peregrinação da Família Comboniana a Fátima o lema: «Com Maria, missionários de Jesus».

Trazemos connosco o carisma da família missionária comboniana presente e visível na vida, no coração e na missão dos sacerdotes, irmãos, irmãs, leigas consagradas, colaboradoras e colaboradores combonianos de Portugal e do mundo.

Mais
 
Bispo do Porto recebeu «Medalha de Honra» do Município de Marco de Canaveses

D. António Francisco dos Santos recebeu «mais alto galardão» pela «promoção da solidariedade social»

O bispo do Porto foi homenageado com a Medalha de Honra da Câmara Municipal de Marco de Canaveses numa sessão pública no Salão Nobre dos Paços do Concelho.

“É um mérito sobretudo da Igreja presente aqui no Marco, dos sacerdotes, dos leigos, daqueles que aqui trabalham ao longo de tantos anos e de tantos séculos”, disse D. António Francisco dos Santos, que partilhou a homenagem com todos os cidadãos marcoenses.

Em declarações à estação ‘Porto Canal’, o bispo do Porto afirmou que “falta ainda muito caminho a percorrer” quanto à solidariedade.

Mais
 
Plano Diocesano de Pastoral: «Movidos pelo Amor de Deus»

 

1. A reflexão de S. Paulo (2 Cor 5,14), que inspira este terceiro ano do Plano Pastoral, resume e marca quanto se amplia e sugere nas páginas seguintes. A tradução latina do texto de Coríntios (Charitas enim Christi urget nos) pode ajudar a sublinhar ainda mais, não a precipitação, mas a indispensabilidade deste amor, num agora permanente.

Radicados em Deus, descobrimos o próximo; no encontro com o próximo abraçamos Deus (cf. Mt 25,31ss). O Papa emérito Bento XVI, na Encíclica Deus é amor, diz-nos que “o amor ao próximo (…) consiste precisamente no facto de que eu amo, em Deus e com Deus, a pessoa que não me agrada ou que nem sequer conheço. Isso só é possível a partir do encontro íntimo com Deus, um encontro que se tornou comunhão de vontade, chegando mesmo a tocar o sentimento” (DCE, 18).

Mais
   
Igreja românica de Vila Verde (Felgueiras) restaurada

No dia 12 de agosto de 2017, pelas 17 horas, será inaugurado o restauro e sagrada a igreja românica de São Mamede de Vila Verde (Felgueiras). A cerimónia será presidida por D. António Francisco dos Santos.

A intervenção no monumento, anteriormente em ruínas, foi da res- ponsabilidade da Rota do Românico, com a colaboração da Câmara Municipal de Felgueiras.

Vila Verde é a terra natal de D. João Miranda, Bispo Auxiliar do Porto, emérito. No âmbito da celebração, o Presidente da Câmara Municipal de Felgueiras fará entrega da Medalha de Ouro do Concelho ao senhor D. João Miranda Teixeira.

As celebrações contam com a colaboração da Diocese, da Vigararia de Felgueiras, da paróquia de Vila Verde, da Rota do Românico e da Câmara Municipal de Felgueiras.

 
Faleceu a Irmã Alda Maria Rego

Faleceu a Irmã Alda Rego, membro da congregação das Missionárias Reparadoras do Sagrado Coração de Jesus, no dia 12 de julho de 2017. Natural de S. Miguel, Açores, nascida a 19/10/31 contava 85 anos. A sua vida foi uma dádiva gratuita ao serviço da catequese nas Dioceses do Porto, Viseu e Algarve. O funeral realizou-se em 13 de julho, na capela da casa das Irmãs da sua Congregação, na cidade do Porto.

Ingressou na Congregação das Missionárias Reparadoras do Sagrado Coração de Jesus, e fez a primeira profissão no dia 26 de maio de 1960, e profissão perpétua no dia 21 de dezembro de 1966.

Mais
 

Consultar Arquivo

Mais Notícias


Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Quer receber as nossas novidades no seu e-mail? Subscreva a nossa Newsletter especificando o seu endereço de e-mail:

D. António Francisco dos Santos fala sobre o padre Joaquim Cunha, sacerdote mais idoso de Portugal

Decreto Sobre as Virtudes do Servo de Deus ANTÓNIO JOSÉ DE SOUSA BARROSO Bispo do Porto e Missionário
2017-07-25 11:34:15
Texto
2017-07-20 17:35:49
Word
2017-07-20 17:35:10
Powerpoint + PDF
2017-07-11 14:08:03
Faixa publicitária
Faixa publicitária


© Diocese do Porto, Todos os Direitos Reservados.