Faixa publicitária
Nota Pastoral sobre a Igreja do Porto na presente situação económica e social PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Documentos - Notas Pastorais

1. A Igreja diocesana do Porto é constituída por católicos que partilham a cidadania comum de todos os habitantes do seu território. Nas palavras fundamentais do Concílio Vaticano II, “as alegrias e as esperanças, as tristezas e as angústias dos homens do nosso tempo, sobretudo dos pobres e de todos os aflitos, são também as alegrias e as esperanças, as tristezas e as angústias dos discípulos de Cristo, e nada existe de verdadeiramente humano que não encontre eco no seu coração” (Constituição pastoral Gaudium et Spes, nº 1).
Na realidade social que compartilha, a Igreja Católica desenvolve na Diocese do Porto uma actividade múltipla, geralmente tripartida, em cada uma das suas comunidades, paroquiais ou outras: estuda e anuncia a Palavra de Deus, celebra os sacramentos e demais actos em que essa Palavra se concretiza e desdobra-se em acções solidárias e caritativas, espontâneas ou institucionais.
Ao nível diocesano, contamos com a Caritas Diocesana e a Obra Diocesana de Promoção Social. Além destas, são várias as Congregações e Institutos que desenvolvem acções de solidariedade e muitos os Centros Sociais Paroquiais, as Conferências de S. Vicente de Paulo, as Irmandades – Misericórdias e outras – igualmente presentes neste campo. De pequena ou grande dimensão, constituem a resposta permanente a muitas solicitações de pessoas e famílias mais necessitadas de apoio, independentemente de serem crentes ou não. E é precisamente a essas instituições católicas que chegam diariamente velhos e novos apelos.

2. O diagnóstico da situação social vem sendo feito por vários estudiosos e analistas, públicos e particulares, não nos cabendo aqui um juízo definitivo. Cabe-nos sim, enquanto diocesanos do Porto, darmos um sinal público da nossa atenção a quanto ocorre, manifestando solicitude e reforçando apoios, tanto quanto nos for possível.
Nesse sentido e ouvidos os principais responsáveis diocesanos pelo sector, dispõe-se o seguinte para os tempos mais próximos:
a) Manter a atenção e a resposta de todos os organismos caritativos da Diocese à problemática social actual.
b) Alargar quanto possível o apoio da Obra Diocesana de Promoção Social às muitas necessidades dos “bairros” onde tem os seus Centros.
c) Ajudar, através da Caritas Diocesana, as famílias que tenham mais dificuldades quanto a material escolar para os seus filhos, no novo ano lectivo.

3. É dever próprio dos serviços públicos dar resposta às necessidades da população. Para isso recebe as contribuições de todos e se orienta a sua acção, em prol do bem comum. Mas tal não nos dispensa a nós, como cidadãos católicos, de estarmos presentes e, quanto possível, prestantes, para a construção duma sociedade mais justa e fraterna.
Assim se justifica este apelo. A Diocese encaminhará também para a Obra Diocesana e a Caritas as ofertas recebidas na última Renúncia Quaresmal. Como é sabido, com estas se constituiu um Fundo Social Diocesano, que terá agora uma primeira aplicação. Fundo que continua aberto a todas as contribuições que cheguem à Diocese e de cujo movimento se dará notícia.

Porto, 7 de Julho de 2008

+ Manuel Clemente, Bispo do Porto

 
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Quer receber as nossas novidades no seu e-mail? Subscreva a nossa Newsletter especificando o seu endereço de e-mail:

Missa da Peregrinação diocesana do Porto de 9 de Setembro 2017

Angelus TV

D. António Maria Bessa Taipa em entrevista à Voz Portucalense
2017-10-11 16:12:03
Powerpoint + PDF
2017-10-09 11:26:12
Recursos gráficos
2017-09-19 13:45:08
Formato ICS (Google, Outlook, iCal, ...)
2017-08-21 15:07:09
Faixa publicitária
Faixa publicitária


© Diocese do Porto, Todos os Direitos Reservados.