Faixa publicitária
D. Pio Alves PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Bispos - Bispos Auxiliares

Síntese:
Nascimento: 20/Abr/45, em Lanheses, Viana do Castelo
Ordenação Presbiteral: 15/Ago/68, na Sé de Braga
Nomeação Episcopal: 18/02/2011
Ordenação Episcopal: 10/04/2011

Endereço:
Casa Episcopal - Terreiro da Sé - 4050-573 PORTO
Tel.: 223 392 330 - Fax: 223 392 331
E-mail: Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar


Funções e cargos eclesiais

No primeiro ano de sacerdote, foi coadjutor na paróquia de Creixomil (Guimarães)

Entre 1983 e 1994, colaborou na paróquia de Maximino; Matriz (Ponte de Lima: (1983-1994; 2001-2003); Nª Sª de Fátima / Nª Sª das Dores (Lisboa: 1999-2000).

Assistente do Núcleo de Braga da Associação dos Médicos Católicos Portugueses (1983-1994); Vigário Episcopal da Fé da Arquidiocese de Braga (1985-1991); Delegado da Arquidiocese de Braga para a Voz do Minho da Rádio Renascença (1985-1994); Presidente da Comissão Arquidiocesana de Liturgia (1986-1991) e Director do Secretariado Arquidiocesano para a Comunicação Social (1990-1991).

Foi Cónego da Sé de Braga desde 1987, onde foi Mestre-Escola (1987-1990), Chantre (1990-2003) e Deão desde 2003.

Foi Director do Arquivo e Biblioteca da Sé de Braga e Director do Tesouro-Museu da Sé de Braga e, nessa qualidade, presidiu aos trabalhos de ampliação e remodelação das suas instalações e coordenou a preparação da exposição permanente Raízes de Eternidade. Jesus Cristo, Uma Igreja.

Presidente da Comissão Episcopal da Cultura, Bens Culturais e Comunicações Sociais eleito em 8 de Novembro de 2011

Nomeado administrador apostólico no dia 01 de Julho de 2013.


 

Armas de Fé

Escudo elíptico de prata com duas cegonhas de branco com as pontas das penas das asas de negro, patas e bico de ouro, segurando uma bolsa de púrpura. Em chefe um quadrado com dois dos vértices para os flancos, de azul, carregado com um lis de ouro; sobreposto a uma cruz de um braço, de ouro.

Chapéu eclesiástico de seis borlas de cada lado, tudo de verde.

Divisa em caracteres maiúsculos de negro: “CARITAS IN VERITATE”.

 

A divisa (ou “motto”ou "listel") "Caritas in Veritate" ("Caridade na Verdade"), que se lê na base do brasão, exprime as ideias principais que o Prelado escolheu para o seu ministério episcopal. A expressão é retirada do título da encíclica com o mesmo nome que o Sumo Pontífice Bento XVI dirigiu ao mundo em 29 de Junho de 2009. É assim, pois, igualmente, uma homenagem que o Bispo entendeu prestar a quem o nomeou.

Os símbolos que podemos observar no brasão partem das duas ideias enunciadas pelos dois termos: "caritas" (caridade) e "veritas" (verdade). Duas cegonhas seguram uma bolsa aberta: cegonha e bolsa significam ambas caridade. A cegonha está em posição de descanso, símbolo de tranquilidade e ponderação.

O quadrado é símbolo da verdade. Mas, igualmente, representa os quatros evangelistas. Este encontra-se numa posição em que os seus vértices apontam os pontos cardeais, símbolo que pretende passar a mensagem que a palavra de Deus se dirige a todos e se espalha pelos quatro cantos do mundo.

No interior do quadrado temos um lis, estilização da flor lírio, que é uma forma heráldica de simbolizar Nossa Senhora.

 

As cores:

Prata (ou branco): Amizade, Inocência, Fidelidade;

Ouro (ou amarelo): Justiça, Constância;

Azul: Lealdade;

Púrpura: Sabedoria, Dignidade.

 


 

 

Actividades académicas:

Licenciou-se em Teologia na Universidade de Navarra (1969-1971), onde fez, com bolsa de estudos da Fundação Calouste Gulbenkian, o doutoramento na área de Teologia Patrística (1974).

De 1972 a 1983, foi docente desta Universidade onde leccionou, na Faculdade de Teologia, disciplinas da área da Patrologia e Teologia Patrística e, nas Faculdades de Farmácia, Ciências Biológicas e Filosofia e Letras, Teologia para Universitários.

Em 1983 regressou a Braga, onde foi professor no Instituto Superior de Teologia (Seminário Conciliar de Braga) de disciplinas da área da Patrologia e também de Teologia Dogmática.

Em 1987, com a incorporação do Instituto Superior de Teologia na Faculdade de Teologia da Universidade Católica Portuguesa (UCP), passou a integrar o quadro docente desta Faculdade.

Foi Director Adjunto do Núcleo de Braga da Faculdade de Teologia (1991-1996; 2002-2007); Vice-Reitor da Universidade Católica Portuguesa (1994-2000) e Presidente da Comissão Instaladora do Centro Regional de Braga da UCP (2007-2009).

Fez as Provas de Agregação em 2002.

É Professor Catedrático desde 2003.

É Presidente do Centro Regional de Braga da UCP desde 2009 e em cujo Núcleo da Faculdade de Teologia lecciona, tal como o fez, pontualmente, em Lisboa e Porto.

Integrou ou integra diferentes órgãos assessores ou directivos das revistas Cenáculo, Scripta Theologica, Theologica, Lusitania Sacra, Communio, Anuario de Historia de la Iglesia.

Tem trabalhos científicos publicados em revistas portuguesas e estrangeiras e participou, igualmente, no País e no estrangeiro em numerosos congressos.

Dos trabalhos publicados destacam dois dos seus livros: El sacerdocio en los libros De Sacerdotio de San Juan Crisóstomo; Patrologia Galaico-Lusitana.

 
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Quer receber as nossas novidades no seu e-mail? Subscreva a nossa Newsletter especificando o seu endereço de e-mail:

D. António Francisco dos Santos fala sobre o padre Joaquim Cunha, sacerdote mais idoso de Portugal

Catequese Infantil
2017-04-27 14:38:43
Guião
2017-04-27 14:37:25
Pagela
2017-04-27 14:36:55
JORNADAS DE PASTORAL VOCACIONAL
2017-04-27 14:36:19
Faixa publicitária
Faixa publicitária


© Diocese do Porto, Todos os Direitos Reservados.