Faixa publicitária
Solenidade da imaculada conceição e ordenação de diáconos PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Documentos - Homilias 2014

1. Ao abrirmos a Bíblia, num necessário e atento desejo de leitura da Palavra de Deus, encontramos logo no início do primeiro livro o anúncio de uma nova Humanidade e a profecia da salvação: “Da descendência da Mulher surgirá o Salvador” (Gen 3, 15).

A falta que rompeu a harmonia da família humana e a sua comunhão com Deus não feriu a bondade divina. Deus anuncia-nos o Salvador, novo Adão, vencedor do pecado e da morte, e fala-nos de Maria, nova Eva, que, preservada de todo o pecado pela graça divina, será Mãe de uma nova Humanidade.

Aos patriarcas de Israel e aos profetas de Deus pertence, depois, retomar esta palavra divina para alimentar viva a chama da esperança da Humanidade. Cumpre-lhes sustentar a fé e o ânimo do povo de Israel diante da sofrida espera a que esteve submetido, ao longo da sua história.

S. Lucas revela-nos, mais tarde, sob forma de diálogo tecido de reminiscências bíblicas, como se cumpriu em Maria, a Virgem de Nazaré, esta promessa de Deus.

 

A partir da palavra do Anjo, dita em nome de Deus, a resposta de Maria não se fez esperar. Quando Maria descobriu com a lucidez da razão e com o milagre da graça qual era a vontade de Deus, a sua resposta humana não demorou: “Faça-se em mim a vossa Palavra”( Luc. 1, 38)

Na vida de Maria, a Virgem de Nazaré, radica um exemplo vivo e um testemunho necessário para os nossos diálogos com Deus e para as respostas que a Deus se devem. Sempre que o bem da Humanidade e a esperança das pessoas e dos povos estão em causa devíamos ser mais rápidos, mais espontâneos e mais generosos nas nossas respostas para realizar os sonhos divinos e cumprir as suas promessas.

Maria aprendeu neste diálogo com o Anjo de Deus o significado do projeto divino, percorreu o trajeto do seu plano de salvação e deixou-se guiar pelos desígnios da missão que Deus lhe confiou. A partir daí guardou sempre no seu coração de Mãe todas as confidências de Deus. É sempre no coração das Mães que nos encontramos com as mais belas notícias de Deus!

Aprendamos com a Virgem de Nazaré que a disponibilidade humana diante da vontade de Deus é sempre fonte de alegria, caminho de serviço aos irmãos e hino de gratidão “pelas maravilhas por Deus realizadas na humildade dos seus servos”( Luc 1, 46).

2. Neste dia solene da Imaculada Conceição, as promessas de Deus cumprem-se em todos nós mas com particular beleza e transparência nestes irmãos nossos que vão ser ordenados Diáconos.

Louvo a Deus por este dom. Testemunho a gratidão da Igreja do Porto às famílias dos que vão ser ordenados, às paróquias de origem e aos seus Párocos, à Ordem Beneditina e ao seu D. Abade, à Congregação dos Missionários da Consolata e ao seu Superior Provincial pelos dois candidatos que vão ser ordenados Diáconos a caminho do Presbiterado.

Ao Delegado Episcopal para o Diaconado Permanente na nossa Diocese, Padre Joaquim António dos Santos, ao Padre José Alfredo, Padre Adélio Abreu e Diácono Freitas Soares agradeço o trabalho realizado e o caminho percorrido ao longo do tempo de formação dos quatro candidatos ao Diaconado permanente. Agradeço igualmente a todos os que rezam, acompanham e ajudam na formação dos Diáconos permanentes e hoje partilham connosco a alegria e a bênção desta hora.

Esta hora é também uma hora de esperança: a esperança que constitui para a Igreja do Porto e para as vossas Famílias religiosas a resposta generosa e decidida de jovens que caminham para o presbiterado ou de homens cristãos, adultos na fé, que se entregam ao serviço da Igreja no ministério ordenado como diáconos permanentes. Em vós, irmãos candidatos ao Diaconado, deve brilhar “a caridade, a solicitude pelos doentes e pelos pobres, a autoridade modesta, a retidão e a docilidade espiritual” (do Ritual de Ordenação).

Acompanha-vos neste imperativo de santidade e neste caminho de generosidade a Mãe de Jesus e nossa Mãe, a Imaculada Conceição. Ela vela por vós, pela verdade da vossa doação e pela fidelidade do vosso ministério.

3. Recordo o conselho de Santo Ambrósio, Bispo de Milão, ao comentar o encontro de Moisés com Deus na sarça ardente: “Eu sou fogo, diz-nos Deus, para te iluminar, para destruir os teus espinhos, os teus pecados e te manifestar a minha benevolência” (Ambrósio de Milão, Epistolae extra collectionem, 14, 41-42).

Deus ilumina também hoje e sempre os nossos caminhos, destrói os espinhos, perdoa os pecados e manifesta a sua benevolência ao dar à Igreja servidores dedicados e generosos, como aqueles que hoje vão ser ordenados diáconos.

É hora de olhar o futuro e de caminhar em frente, com alegria, coragem e confiança. Aqui se fortalecem a comunhão, a corresponsabilidade e a diversidade de ministérios. Acompanha-nos neste caminho pastoral a certeza de que “a alegria do evangelho é a nossa missão”, como nos propõe e ensina o Papa Francisco com a sua palavra e com a sua vida.

Vós, que hoje ides ser ordenados, sois chamados a crer o que ledes, a ensinar o que credes e a viver o que ensinais. Dedicai-vos com zelo a anunciar a alegria do evangelho, a servir o altar onde se celebram os mistérios sagrados da nossa fé e a cuidar dos pobres com a ousadia da caridade.

Coloquemos a nossa gratidão e os nossos projetos pastorais no coração da Mãe, a Imaculada Conceição, Padroeira de Portugal e confiemos estes irmãos que vão ser ordenados diáconos, à sua terna e materna proteção.

 

Porto, Igreja Catedral, 8 de dezembro de 2014

António, Bispo do Porto

 
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Quer receber as nossas novidades no seu e-mail? Subscreva a nossa Newsletter especificando o seu endereço de e-mail:

Ressurreição é «um acontecimento que se celebra na transformação do mundo» - Bispo do Porto

Catequese Infantil
2017-04-27 14:38:43
Guião
2017-04-27 14:37:25
Pagela
2017-04-27 14:36:55
JORNADAS DE PASTORAL VOCACIONAL
2017-04-27 14:36:19
Faixa publicitária
Faixa publicitária


© Diocese do Porto, Todos os Direitos Reservados.