Faixa publicitária
Jornadas de Teologia na Universidade Católica PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Notícias - Notícias

 

“As metamorfoses da caridade:

a ação social e a Igreja do Porto”

Em entrevista à VP, o Padre Adélio Abreu, Diretor Adjunto da Faculdade de Teologia da UCP, esclarece a temática, o programa e os objetivos das Jornadas de Teologia da Universidade Católica do Porto. Este ano dedicadas ao tema da caridade por especial vontade de D. António Francisco dos Santos. Uma reflexão também para ajudar a pensar as instituições sociais da Igreja. De 29 de janeiro a 1 de fevereiro

 

Segundo informa o texto introdutório das Jornadas de Teologia da UCP-Porto estas “procurarão abordar de um modo abrangente o vasto tema da caridade, nomeadamente, no que se refere à ação social, tendo em conta também o contexto português e portucalense, no passado e no presente”. Sobre este evento falou à VP o Padre Adélio Abreu, Diretor Adjunto da Faculdade de Teologia da UCP, em entrevista que aqui publicamos:

VP: “Metamorfoses da Caridade: a ação social e a Igreja do Porto”, é o tema das próximas Jornadas de Teologia na Universidade Católica do Porto. Qual o objetivo desta temática?

Padre Adélio Abreu: Nós pretendemos como sempre refletir sobre a realidade da fé cristã na relação com a cultura e o quadro em que vivemos, de tal maneira que seja possível ler a realidade à luz da fé e contribuir também para uma reflexão em que o saber teológico, o saber universitário tem uma palavra a dizer. É sempre esse o objetivo das jornadas. Depois também, de há alguns anos a esta parte, as jornadas têm um outro objetivo específico e, por isso, a organização em conjunto entre a Faculdade de Teologia da UCP e a Diocese do Porto: serem espaço de formação permanente dos presbíteros e dos diáconos. Daí o esforço de ver onde é que é necessário tocar e incidir. Concretamente, a questão da caridade tem como quadro a temática da diocese para o corrente ano pastoral. A partir do momento em que o lema da diocese é ‘Movidos pelo amor de Deus’, houve um esforço para incidir neste âmbito. Escolhemos a ação social como poderia ser outra perspetiva. Inicialmente, chegamos a pôr a hipótese de tratar da questão da família, mas, por vontade de D. António Francisco, decidimos tratar o tema da ação social.

VP: Nestas Jornadas de Teologia serão feitas referências a importantes figuras que marcaram a história da diocese, tais como, o Cardeal D. Américo, D. António Ferreira Gomes, o padre Américo e o padre Leonel. Podemos dizer que a ação social é uma das marcas da Igreja do Porto?

Padre Adélio Abreu: Não tenho dúvidas que a caridade é uma das marcas da Igreja do Porto. É, em primeiro lugar, uma marca da Igreja em todos os lugares, e é claramente uma das marcas da Igreja do Porto.
E houve uma preocupação, na programação das Jornadas, de incidir sobre a realidade da Igreja do Porto. Ou seja, que esta reflexão que vamos fazer sobre a caridade não se ficasse por uma abordagem em abstrato, apenas de um ponto de vista teológico, mas que incidisse na nossa realidade concreta, no nosso tecido social e eclesial. Essa foi também uma vontade de D. António Francisco de termos uma atenção para com a Igreja do Porto. Nesse sentido, procuramos ter em conta a reflexão do catolicismo social quer no século XIX quer no século XX destacando uma ou outra figura. Não pretendemos ser exaustivos. Destacamos a figura do Cardeal D. Américo no século XIX que teve uma relevância significativa, porque é quem melhor deixa repercutir o espírito da “Rerum Novarum” (Encíclica de Leão XIII sobre o Trabalho) de entre as figuras do episcopado da altura. Depois destacamos outras figuras: o padre Américo pela importância que ele tem, não só no Porto, mas a nível nacional com a ‘Obra da Rua’; D. António Ferreira Gomes por aquilo que conhecemos dele e porque é possível olhar para a intervenção social dele no contexto do pensamento portuense. No entanto, houve na constituição do programa não só uma preocupação de olhar para as figuras, mas também de olhar o tema sob diferentes perspetivas. Desde logo, a perspetiva histórica, mas também teológica, mais a partir da moral social na qual destacamos o padre Julio Martínez Martínez, um jesuíta espanhol, especialista em moral social, atualmente reitor da Pontifícia Universidade Comillas de Madrid. Também teremos especialistas nossos, da própria Faculdade de Teologia, como o Prof. Jorge Cunha e o D. Manuel Linda. Teremos também um olhar sobre como a caridade era vista no período patrístico: nos inícios da Igreja a questão da esmola. E depois também que esta reflexão sobre a caridade possa servir de horizonte teórico da concretização da caridade na ação pastoral. E recordo-me que, em diálogo com D. António Francisco, percebi que havia a preocupação de que esta reflexão, mesmo que não diretamente, pudesse ajudar a pensar, por exemplo, a questão das instituições sociais da Igreja e dos centros sociais paroquiais.

VP: D. António Francisco dos Santos quis muito que este tema da ação social e da caridade fosse desenvolvido nestas jornadas. Esta temática fica como uma marca da sua passagem na liderança da diocese do Porto?

Padre Adélio Abreu: Sim, a preocupação social é uma marca muito significativa quer do pensamento quer da ação pastoral de D. António Francisco. Se lermos os seus textos eles estão perpassados da necessidade da atenção às pessoas concretas, àquelas que vivem na pobreza, à realidade das marginalidades de hoje. E também tem esta marca de como é que a Igreja deverá fazer a ação social hoje. Essa preocupação está muito patente, e eu creio que resulta, certamente, da sua ação pastoral, mas também do seu modo de ser. Ele tinha um modo de ser muito marcado pela questão da proximidade. Da proximidade a todos: aos padres, aos leigos, aos pobres, a toda a realidade humana. Quando se tem no horizonte de vida este aspeto da proximidade, certamente, que esta precisa de ser exercida relativamente aos mais frágeis e àqueles que precisam de ser mais necessariamente objeto da ação social da Igreja, porque vivem em circunstâncias de pobreza.

 
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Quer receber as nossas novidades no seu e-mail? Subscreva a nossa Newsletter especificando o seu endereço de e-mail:

Entrada Solene de D. Manuel Linda na Diocese do Porto

Agência Ecclesia

1. Caminhada Diocesana do Advento ao Batismo do Senhor 2018 (versão online)
2018-10-18 10:49:53
2. Caminhada Diocesana do Advento ao Batismo do Senhor 201 (versão impressa)
2018-10-18 10:49:36
3. Guião de Apoio às propostas 10 e 14 da caminhada (Guião Missionário 2018-2019)
2018-10-18 10:48:40
4. Guião de Apoio às propostas 10 e 14 da caminhada (Guião 2 da Infância Missionária)
2018-10-18 10:47:57
Faixa publicitária
Faixa publicitária


© Diocese do Porto, Todos os Direitos Reservados.