Faixa publicitária
Jornadas de Teologia na Universidade Católica PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Notícias - Notícias

A ação social na Igreja do Porto

A caridade foi o tema das Jornadas de Teologia da Universidade Católica do Porto, por especial vontade de D. António Francisco dos Santos. Foram apresentadas várias perspetivas de análise e expressões concretas da ação social da Igreja. Para responder ao lema diocesano deste ano pastoral: “Movidos pelo amor de Deus”

Decorreram de 29 de janeiro a 1 de fevereiro as Jornadas de Teologia da Universidade Católica do Porto. O tema foi “Metamorfoses da Caridade: a ação social e a Igreja do Porto” numa organização conjunta da Faculdade de Teologia da Universidade Católica Portuguesa (UCP) e da Diocese do Porto. O objetivo foi proporcionar um espaço de reflexão e de formação partindo do lema da diocese para este ano pastoral: “Movidos pelo amor de Deus”. 

 

Perspetivas e expressões concretas

De registar a variedade das intervenções e das perspetivas de análise apresentadas nos painéis temáticos destas jornadas: evangelização e promoção social, a economia social, a perspetiva histórica do catolicismo social em Portugal e no Porto no século XX, a esmola nos Padres da Igreja e ainda a evolução dos direitos sociais.

No âmbito destas jornadas foram evocadas várias figuras cimeiras da história da Igreja do Porto tais como o Cardeal D. Américo, o bispo D. António Ferreira Gomes, o padre Leonel de Oliveira e o padre Américo Monteiro de Aguiar, fundador da ‘Obra da Rua’.

Houve espaço também para a apresentação de expressões concretas da ação social da Igreja: as instituições particulares de solidariedade social da Igreja e o projeto “Arco Maior”, uma proposta socioeducativa de intervenção social que acolhe adolescentes e jovens que abandonaram as escolas e que por elas foram abandonados.

 

Caridade, justiça e bem comum

Damos aqui destaque especial para a intervenção do padre Júlio Martínez Martínez, reitor da Pontifícia Universidade Comillas de Madrid. O sacerdote jesuíta espanhol, especialista em moral social, abordou duas dimensões: “A caridade e os direitos sociais” e “O lugar da Igreja num tempo de assistencialismo do Estado”.

Partindo da Exortação Apostólica do Papa Francisco “A alegria do Evangelho”, na parte em que o Santo Padre escreve sobre “O Bem Comum e a Paz Social”, o padre Júlio Martinez Martinez falou sobre a dimensão política e social da caridade salientando a relação entre caridade e justiça.

Em particular, o sacerdote jesuíta assinalou que para o bem comum contribuem três princípios: subsidiariedade, pluralismo social e participação. Afirmou ainda que os católicos são chamados a contribuir eficazmente para o bem das sociedades onde vivem, dando-lhes “alma”, especialmente na Europa; promovendo uma “cultura do encontro” fazendo “pontes, não muros ou trincheiras” e indo “às fontes da esperança” – disse o padre Júlio Martinez Martinez que declarou dizer sim ao Estado laico e não a uma “sociedade laica”.

 

Proximidade e atenção às pessoas

Recordemos que o tema escolhido para estas Jornadas foi uma expressa vontade do falecido e saudoso D. António Francisco dos Santos. O bispo do Porto quis muito que este tema da caridade e da ação social da Igreja fosse desenvolvido nestas jornadas também com o objetivo de que este espaço de reflexão permitisse ajudar a pensar, por exemplo, a organização das instituições sociais da Igreja.

Em entrevista à VP, no período de preparação destas Jornadas de Teologia, o padre Adélio Abreu, Diretor Adjunto da Faculdade de Teologia da UCP, sublinhou a figura de D. António Francisco dos Santos e a marca que deixou na diocese do Porto, em particular, na sua atitude de proximidade e nas suas preocupações sociais.

Recordamos aqui as declarações do padre Adélio Abreu publicadas na edição da VP do passado dia 24 de janeiro: “… a preocupação social é uma marca muito significativa quer do pensamento quer da ação pastoral de D. António Francisco. Se lermos os seus textos eles estão perpassados da necessidade da atenção às pessoas concretas, àquelas que vivem na pobreza, à realidade das marginalidades de hoje. E também tem esta marca de como é que a Igreja deverá fazer a ação social hoje. Essa preocupação está muito patente, e eu creio que resulta, certamente, da sua ação pastoral, mas também do seu modo de ser. Ele tinha um modo de ser muito marcado pela questão da proximidade. Da proximidade a todos: aos padres, aos leigos, aos pobres, a toda a realidade humana. Quando se tem no horizonte de vida este aspeto da proximidade, certamente, que esta precisa de ser exercida relativamente aos mais frágeis e àqueles que precisam de ser mais necessariamente objeto da ação social da Igreja, porque vivem em circunstâncias de pobreza” – disse o padre Adélio Abreu.

 

Futuro na fidelidade a Cristo

No final das Jornadas de Teologia, o bispo da Forças Armadas e de Segurança, D. Manuel Linda, colocou algumas interrogações sobre o futuro da ação social da Igreja. Sublinhando as “dificuldades de subsistência” de alguns “organismos sócio-caritativos da Igreja”, D. Manuel Linda afirmou que a “Igreja tem de refletir” sobre “as modalidades da sua presença neste setor” da sociedade estando atenta às novas formas de carência que “reclamam formas de intervenção inovadoras”. D. Manuel Linda não deixou de salientar que as obras de caridade são o “cartão de identidade da Igreja” que permitem “ajuizar sobre a fidelidade ao projeto salvador de Jesus Cristo”.

 

 
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Quer receber as nossas novidades no seu e-mail? Subscreva a nossa Newsletter especificando o seu endereço de e-mail:

Entrada Solene de D. Manuel Linda na Diocese do Porto

Agência Ecclesia

1. Caminhada Diocesana do Advento ao Batismo do Senhor 2018 (versão online)
2018-10-18 10:49:53
2. Caminhada Diocesana do Advento ao Batismo do Senhor 201 (versão impressa)
2018-10-18 10:49:36
3. Guião de Apoio às propostas 10 e 14 da caminhada (Guião Missionário 2018-2019)
2018-10-18 10:48:40
4. Guião de Apoio às propostas 10 e 14 da caminhada (Guião 2 da Infância Missionária)
2018-10-18 10:47:57
Faixa publicitária
Faixa publicitária


© Diocese do Porto, Todos os Direitos Reservados.