Eucaristia de abertura da Pastoral Universitária 2018-2019 Versão para impressão
Notícias - Notícias Secretariados

D. Manuel Linda na homilia da Missa de início do ano académico da Pastoral Universitária na diocese do Porto exortou os jovens universitários a serem missionários e verdadeiros “fermentadores” do Evangelho na academia

No domingo, 7 de Outubro, teve lugar a Eucaristia de abertura do ano académico 2018/2019 da Pastoral Universitária da Diocese do Porto. Na Igreja dos Clérigos reuniram-se jovens estudantes universitários, docentes, e outros fiéis, para simbolicamente marcarem o início deste novo ano, num espírito de celebração e comunhão. Desta forma, esta Eucaristia, presidida por D. Manuel Linda, bispo do Porto, contou ainda com a presença de nove sacerdotes, entre assessores de movimentos juvenis universitários e párocos, enviou todos os estudantes e docentes universitários para este novo ano académico.

 

Na sua homilia, D. Manuel Linda refletiu sobre a liturgia dominical, relacionando-a com aquilo que espera da realidade dos estudantes universitários na sociedade. Eis o essencial das suas palavras em discurso direto:

“(…) Não chega, caros jovens, que a Pastoral Universitária nos alimente a fé que já conheceis das vossas famílias e dos vossos contextos. Não chega, apesar de isso ser muito bonito. E o tempo da universidade, pode provocar um certo abanão no campo da fé, porque encontrais outras perspetivas, outros anúncios na sala de aula, outras mentalidades… e há que fortalecer a vossa fé! Isto é como uma chama! Aqui dentro, estas velas não têm problema nenhum em manter-se acesas, mas se for num dia de inverno com ventos a 90 km/h, elas têm muita dificuldade em manter-se. E, portanto, é preciso que uma estrutura também vos proteja, para que a chama se mantenha. Bom, é então tarefa da Pastoral Universitária manter a vossa fé, mas eu acho que não chega isto, é preciso muito mais! E a segunda parte, é a mais desafiante. Vocês, jovens da Pastoral Universitária, têm de ser fermentadores de uma mentalidade na vossa academia! É isto que escutamos no Evangelho. O senhor pregou, os discípulos escutaram e a fermentação começou. É isso que se espera da Pastoral Universitária. Vocês, com a fé, já escutaram a verdade de Deus para o Mundo. Agora é preciso fermentar. Por isso, bem-vindos como mensageiros e missionários. Usamos muitas vezes a palavra missionário, e pode ser usada. Missionários entre os vossos colegas. E revelo-vos uma coisa. Quero muito, neste ano escolar, lá mais para a frente, que nos possamos encontrar, num lugar neutro, com aqueles que não participam da nossa fé. Não aqueles que têm outra fé, esses que sejam consequentes com ela, isso é ótimo! Mas aqueles que não têm nenhuma fé e que se opõem à nossa fé. Gostaria! Mas isso só pode acontecer se vocês os forem desafiando. (…) Apenas para escutar as razões que presidem ao facto de não acreditarem em Deus. Eu gostava de saber quais são essas razões. (…) Eis pois, caros jovens, então, o desafio que vos lanço neste ano de 2018/2019: que a vossa fé permaneça, que ela porventura até cresça, como uma chama bem acesa. Porém, que a chama da vossa fé não seja uma fé individualista, mas vos leve ao encontro dos outros. Porque se falamos de tudo, da cultura, da política, do desporto, porque não falar de Deus? Porque não falar do bem que é capaz de transformar o homem e o mundo?”.

Foram estes os desafios confiados aos jovens da Pastoral Universitária pelo seu Bispo Diocesano. Uma Pastoral na qual confessou depositar alguma das suas maiores esperanças e confiança. Para uma transformação do paradigma de Fé no meio juvenil e universitário, não apenas através da cultura, mas sobretudo através de gestos missionários concretos.

 

(inf: Joana Cardoso, SDPU)

 

Endereço Original: http://www.diocese-porto.pt/?option=com_content&id=3803

© Diocese do Porto, Todos os Direitos Reservados.